Está muito claro que o mundo não tem oferta de vacinas pra sua bilionária demanda.
Entao, confiemos nas soluções possíveis, justas e aceitáveis.
Aqui, em nosso Brasil, por razoes diversas ( principalmente ineficácia governamental!) estamos aquém  da tarefa de vacinar logo, urgente, nosso time de trabalhadores da saúde.
Entao, nada melhor do  que as empresas com condiçoes, socorrer essa situação,buscando alternativas pra seu universo corporativo.
Afinal, SUS é ótimo, tem e sempre teve condições de atender a vacinação. Agora é que está sem o principal: a vacina!
As empresas pagam muito caro, muito mesmo!, de tributo sobre o salario de seu empregado,para manter o SUS, além do próprio empregado também pagar.(Sei, o primeiro objetivo é a aposentadoria, mas a saúde se incorporou nessa engenharia!)
Essa tal crise ética, amparada em “especialistas”, objeta mas não faz nada além disso.
Muito especialista e pouca solução!
Os empregados que tiverem vacina onde trabalham, não irao no SUS, esvaziarão as filas do setor público, poderão usar o transporte público e principalmente, facilitar o retorno da atividade econômica! Precisamos produzir, pagar salários, impostos.
Tem muito outros países fazendo isso.
Aqui há muito especialista e pouca solução, repito!
E bem que o sistema S poderia usar parte de sua bilionária reserva para ajudar nessa tarefa! Menos sedes!
Com transparência e honestidade! ( quase desaprendemos a fazer isso!).

Ericoh Morbis/Curitiba,jan.2021, 28

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *